Entenda o que é gamificação e como usar na educação corporativa

Lifelong learning: conheça os benefícios da educação contínua
24 de novembro de 2018
Realidade virtual: como usar essa tecnologia em seus treinamentos
30 de novembro de 2018

Entenda o que é gamificação e como usar na educação corporativa

Desenvolva sua equipe com jogos e desafios

Você sabe o que é gamificação? Para vencer algum momento de desmotivação profissional, usar um jogo ou até mesmo uma brincadeira pode ser uma solução interessante.

Observando possíveis atividades que despertem a competitividade e o ânimo das pessoas envolvidas, muitas empresas têm adotado a estratégia da gamificação para aumentar a atratividade e o engajamento de seus treinamentos.

E você, já considerou implementar elementos de jogos para agitar as coisas na empresa? Acompanhe o post a seguir e entenda melhor como essa estratégia funciona.

O que é gamificação?

A gamificação é uma estratégia que usa elementos de jogos na construção e aplicação de conteúdo, seja em treinamentos ou no dia a dia de uma empresa. Trata-se de uma adaptação, no português, do termo gamification, criado pelo programador britânico Nick Pelling.

O objetivo é aplicar componentes típicos de games, como avatares e criação de personagens, disputas, rankings com direito a premiação, entre outros, prêmios, entre outros, ao contexto de uma instituição, permitindo feedbacks imediatos, bem como a implementação de uma avaliação evolutiva e até mesmo de um sistema de recompensas.

Embora seja comum a aplicação desse tipo de estratégia em salas de aula, muitas organizações a têm adotado com o intuito de manter a equipe motivada.

No processo educacional, a interatividade presente nas redes sociais e a competitividade exigida pelos games podem combater a desmotivação proporcionada pelo sistema tradicional. Assim, no contexto de um treinamento corporativo, essa proposta pode combater o desinteresse dos colaboradores e estimular a participação ativa dos funcionários.

Como aplicar a gamificação na educação corporativa?

Inserir estratégias de jogos na capacitação diversifica e enriquece as aulas. Há várias possibilidades de uso na educação corporativa, podendo simular situações reais com as quais a equipe possa se deparar ou, ainda, lançando possibilidades mais imprevisíveis a fim de incentivar que os participantes exerçam sua criatividade.

É possível, por exemplo, separar os colaboradores em grupos e desafiar cada um a criar um plano de negócios ou a gerir uma empresa fictícia que precise crescer no mercado. O importante é ter em mente que as práticas devem impactar positivamente nas dinâmicas dos treinamentos, proporcionando maior interatividade e desejo de participação ativa.

Acompanhe, a seguir, quatro formas possíveis de aplicação de estratégias de jogo na educação corporativa:

Incentivo à pesquisa

Ofereça bônus, distintivos ou pontos para novas descobertas, que, quando colecionados, podem ser trocados por prêmios como uma caixa de bombons, um livro, uma caneca etc.

Incentivo à evolução

Estabeleça níveis profissionais separados por desafios a serem superados, até que o funcionário se torne um expert.

Controle do tempo

Cronometre tarefas ou conjuntos de tarefas de forma que o colaborador tenha de cumprir horários e estabeleça recompensas simbólicas (o mais rápido, por exemplo, sobe de nível e ganha pontos).

Trabalho em equipe

Elabore situações-problema que necessitem de habilidades e recursos combinados entre colaboradores, ressaltando a importância de interagirem entre si.

Uma das formas de usar essa estratégia é por meio da adoção de um EAD corporativo que favoreça programações mais chamativas e a aplicação de games propriamente ditos, voltados para os treinamentos empresariais.

Quais as vantagens da gamificação?

Entender o que é gamificação permite vislumbrar seus resultados positivos tanto para os indivíduos que dela participam quanto para as empresas. Treinamentos com conteúdos mais atrativos estimulam a persistência, melhoram a capacidade de concentração, incentivam a criatividade e a competição saudável, além de promover maior integração entre funcionários.

Ao planejar a gamificação você pode pensar em aplicações que desenvolvam novas habilidades ou situações com soluções obscuras, que requerem maior reflexão. Dessa forma, é possível despertar novos talentos e aguçar a percepção dos colaboradores mais antigos.

A flexibilidade da tecnologia permite diversificar o acesso, sendo também possível oferecer games educativos em dispositivos variados como netbooks, tablets, celulares etc.

Que tal a gamificação? Já imaginou treinar os colaboradores e divertí-los ao mesmo tempo? A linguagem dinâmica e interativa é totalmente familiar à geração conectada dos dias atuais e pode servir também para apresentar novidades a quem pertence às gerações anteriores.

Vamos começar um pequeno desafio agora? Que tal compartilhar em todas as suas redes sociais, com seus amigos, o que é gamificação? Descubra quantos se interessam a conhecer e conversar sobre a proposta! Bom jogo!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.